Erasmus Oportunidades Formativas

Oportunidades formativas: Feira+Europeia’ é um programa financiado pela União Europeia ao abrigo do Erasmus+, que proporcionará a oportunidade a docentes dos cursos profissionais de usufruírem de mobilidades com fins de aprendizagem, em formato de períodos de observação e visitas de estudo (job shadowing) a escolas do ensino secundário, assim como a 22 alunos dos cursos profissionais e dois alunos do curso de educação e formação.

A iniciativa surge no âmbito do convite à apresentação de candidaturas 2019 à Ação Chave 1 do Programa Erasmus+ setor de Ensino e Formação Profissional, em que o Município de Santa Maria da Feira, coordenador do consórcio, com os Agrupamentos de Escolas Coelho e Castro, Santa Maria da Feira e Argoncilhe, teve a candidatura aprovada com a subvenção de 87.658 mil euros e 44 mobilidades.

 As metas traçadas são: promover a excelência no desenvolvimento da educação e das competências, incentivando a participação em projetos europeus; garantir uma educação de qualidade no contexto da harmonização com as recomendações da União Europeia; colmatar necessidades identificadas nas escolas; utilizar o Europass Mobilidade para reconhecer resultados de aprendizagem; promover a mobilidade como método de aprendizagem alternativa, em que se concilia competências técnicas com sociais e culturais; e fortalecer a rede de oferta formativa concelhia com trabalho articulado e políticas à escala europeia.

 O Município de Santa Maria da Feira acredita que o trabalho em rede e a conjugação de sinergias são a via para o desenvolvimento global do território e para o sucesso dos alunos na construção de uma personalidade empreendedora, criativa e capacitada para o mercado de trabalho atual. Nesse sentido, é necessário reforçar e incutir uma nova atitude nos jovens, uma atitude empresarial em relação ao trabalho, com conhecimentos que estimulem a dinâmica do concelho. Ensinar e aprender são conceitos em evolução e torna-se impreterível apostar na preparação o mais cedo possível e na desmistificação dos preconceitos associados aos cursos profissionais, catalogados como um recurso de encaminhamento para os alunos menos bons, através da aplicação de técnicas diferenciadas em resposta às exigências escolares de cada aluno.