×
Notícias

+

Município
Investir
page-icon
Visitar
page-icon
Agenda

+

 
Firgun | À4HÁ

22 de setembro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

Exportada de Israel, Firgun é uma expressão do léxico hebraico moderno utilizada para nomear aquele sentimento tão puro e desprovido de inveja de orgulho e satisfação pelas conquistas de outrem. Lécio Dias, um jovem músico de 22 anos de Santa Maria da Feira, procura concretizar através da sua voz, em palco ou na saída de som de uns quaisquer auscultadores, esse conceito cujo nome não existe no nosso dicionário. Nas suas canções, especialmente as dedicadas a amores passados e futuros, manifesta inequivocamente o seu profundo desejo de ver quem lhe quer ou quis bem a suceder e, sobretudo, a encontrar a felicidade.

 

 
Iniciação - FIMUV

2 de outubro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

"Iniciação" é um espetáculo de dança do Ballet Contemporâneo do Norte que pretende assinalar os 25 anos da companhia. A peça contará com a participação da bailarina e coreógrafa Elisa Worm, fundadora do BCN (1995), à qual se juntará um grupo de colaboradores assíduos que fazem parte da história do Ballet Contemporâneo do Norte. Elisa Worm, de 82 anos, estará em residência com o BCN durante todo o processo de criação, protagonizando uma reflexão sobre as origens da companhia e os processos de transmissão de práticas e de valores.

 

 
Mema. | À4HÁ

6 de outubro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

Sofia Marques nasceu em Aveiro em 1991 e foi entre esta cidade e Ílhavo, onde cresceu, que descobriu a música e a tornou parte de si. Em 2006 entra para o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Aveiro, para aprofundar os seus estudos de guitarra e técnica vocal. Por esta altura começou a compor a solo e daí a gravar e atuar quer em Aveiro quer em Lisboa, onde viveu dois anos. Mais recentemente, em Berlim, fez parte do coletivo de produtores de eletrónica “Strength in Numbers” (2016), onde iniciou a sua jornada como mema.. Já em Dublin (2016 – 2019), colaborou com vários artistas locais e outros projetos europeus. Em 2018, começa a explorar sonoridades tradicionais, resultando numa eletrónica pop de tons folk e sabor a sal. Mema. conta já com três singles cá fora, “O Devedor”, “Outro Lado” e “Perdi o Norte”, este último tendo sido destacado no programa Rimas e Batidas, de Rui Miguel Abreu (Antena 3) e entrando nas playlists de rádios nacionais como Vodafone FM, Radar FM, entre outras. Para além disso, o tema foi ainda premiado com uma menção honrosa no concurso Novos Talentos Fnac 2020. O seu EP de estreia “Cidade de Sal” saiu a 9 de Outubro e está disponível em todas as plataformas digitais.
Mema. foi uma das intérpretes a concurso no Festival da Canção 2021, com o tema “Claro Como Água” com o produtor Stereossauro.

 

 
Estará Ele Mesmo Morto?

9 de outubro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

O GEDE (Grupo de Expressão Dramática de Escapães), nasceu a 10 de Outubro de 1992.
E como tudo o que nasce tem um período de gestação, o GEDE não foi exceção, e sob o comando da professora Rosa Mortágua, um grupo de amigos com uma vontade enorme de fazer teatro, resolveu dar asas a um projeto da professora Conceição Henriques e transportar para os palcos toda a sua energia própria da juventude.Fruto dessa energia o GEDE levou a palco a sua 1ª peça “Venha ver Escapães passar” a 10 de Outubro de 1992. Esta primeira peça foi um sucesso e caracterizou-se por uma forte crítica social à própria terra, e foi o início de um percurso que chega até aos dias de hoje. Em 2015 o GEDE participou com dois atores (Ricardo Silva e Pedro Santos) no filme "Amor Impossível" do realizador António Pedro Vasconcelos. Em 2017 o ex ator do GEDE António Mortágua, agora ator profissional, é o protagonista do filme “Ramiro” do realizador Manuel Mozos. Filme com estreia marcada em 1 de Março de 2018. Alguns dos textos das peças levam o cunho do grupo, ou porque foram escritos por um dos elementos, ou porque foram adaptadas para se aproximarem da realidade atual e local.
O grande momento do GEDE foi a estreia do espetáculo “GEDE TV dá cá o comando 2” em novembro de 2019 no grande auditório do Europarque com a participação especial do ator Eduardo Madeira. Com lotação esgotada (1408 lugares) este foi sem dúvida um marco importante na nossa história.
Alguns dos seus ex atores são neste momento atores profissionais como é o caso do “nosso ”António Mortágua e a breve prazo a “nossa” Sofia Castro".Escapães merece-te, porque tu és o seu riso franco e a sua tristeza magoada. És a sua verdade, a sua franqueza, a sua falsidade, a sua inveja e tudo representarás á “boca de cena”. - In O Escapanenense por Maria Rosa Mortágua.

 

 
Drumming - FIMUV

16 de outubro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

"Textures & Lines” é o resultado de uma colaboração entre o Drumming - Grupo de Percussão e o duo bracarense de piano e eletrónica composto por Joana Gama e Luís Fernandes.
Desde a estreia em 2014, no Theatro Circo, com “QUEST”, o duo tem vindo a afirmar a sua própria sonoridade e estética, visíveis no trabalho com cinema e em diferentes colaborações artísticas. Neste concerto, juntam-se ao Drumming GP, grupo de referência internacional na interpretação e estreia de importantes obras do repertório para percussão, mas também no seio da música eletrónica. Neste concerto - cujo álbum foi lançado em 2020 pela Holuzam - percussão, piano e eletrónica uniram-se para a criação de um projeto musical original, potenciado pelos visuais de Pedro Maia, com vídeo manipulado em tempo real.
Drumming GP é um ensemble de percussão vocacionado para a música contemporânea, fundado e dirigido por Miquel Bernat, no Porto, em 1999. Desde então, tem-se afirmado como um dos mais importantes coletivos do género a nível internacional, contribuindo para a inovação sonora sem descuidar as vertentes didático-pedagógica e social. Desde o álbum de estreia “Quest” em 2014 que Joana Gama e Luís Fernandes têm mantido uma colaboração regular, que cruza o piano com a eletrónica. Nos últimos anos, o duo fez bandas sonoras e, com Ricardo Jacinto, editou “Harmonies”. Em Abril de 2018 lançaram “at the still point of the turning world” pela editora Australiana Room40.

 

 
Reencontros e Reabraços

20 de outubro | 22h00

Cineteatro António Lamoso

Bilhetes AQUI

 

Este é mais um serão poético-musical da MAGNÓLIA, tertúlia da Biblioteca Pública de S. Paio de Oleiros, subordinada a um tema quase imposto por um longo período de pandemia, que, pelos vistos, continua e tem afastado os viventes uns dos outros, como se entre eles grassasse um forte contágio de ódio recíproco.
A verdade, no entanto, é que, depois de termos recalcado, durante tantos meses, os sentimentos mais profundos e até os gestos da normal convivência e mútua atração, temos vivido na ânsia do regresso a essa normalidade de encontros e de abraços e de tudo o mais que faz dos humanos corresidentes desta casa universal. Por isso, REENCONTROS E REABRAÇOS é a fórmula temática da sessão para ambas as componentes.
No âmbito poético, visitaremos sobretudo autores da comunidade de língua portuguesa dos vários continentes, que abordam a amizade, o amor universal, a solidariedade, tudo o que tende para o são convívio, a cordialidade, o bom entendimento e a paz. De outras línguas, que a poesia não tem fronteiras, trazemos também os contributos do Nobel chileno Pablo Neruda e do francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de o Principezinho, onde, melhor do que em qualquer escola, aprendemos o que é a verdadeira amizade.
No âmbito musical, mantemos idêntica linha temática e uma certa variedade linguística e rítmica, que nos recomenda a estar mais próximos uns dos outros, a exemplo do que acontece logo na primeira canção Dance me to the end of love, cujo título também serviria de mote a este serão, uma vez que, pelo modo como Leonard Cohen o enunciou, daria azo a ser traduzido desta forma: leva-me a dançar até aos confins do amor.
É esta viagem que oferecemos a quem se dignar estar presente nesta sessão.

 

Ligações externas

contactos

Contactos

Praça da República, 135
4520-174 Santa Maria da Feira

contacto: 256 370 800
fax: 256 370 801

santamariadafeira@cm-feira.pt 
www.cm-feira.pt