Santa Maria da Feira protagoniza projeto piloto de rastreio colaborativo à COVID-19

Pela sua dimensão populacional e pela definição de território fortemente industrializado, Santa Maria da Feira foi o município escolhido para desenvolver o Projeto Piloto Nacional de Rastreio Colaborativo à COVID-19 – Testagem Massiva Populacional, numa ação da ARS Norte e ACES Feira/Arouca, em parceria com a Câmara Municipal, Serviço Municipal de Proteção Civil e Junta de Freguesia de Mozelos, que culminou no dia 3 de março, no Pavilhão Desportivo Municipal, em Mozelos, com a testagem rápida de 300 habitantes e trabalhadores das zonas previamente definidas daquela freguesia.

Este projeto piloto irá contribuir para a definição de estratégias capazes de conter a transmissão do vírus SARS-CoV-2 em freguesias e bolsas populacionais onde se venha a verificar alta incidência da COVID-19, tal como já tinha acontecido na freguesia de Mozelos, sendo a identificação dos territórios a rastrear determinada através de análise geoespacial dos casos de doença. Este tipo de iniciativa contribui igualmente para um desconfinamento seguro e para um controlo epidemiológico em territórios propensos a surtos comunitários.

Definido o local, o convite e recrutamento da população foi realizado porta-a-porta, nos dias 28 de fevereiro e 1 de março, por equipas formadas por elementos da ARS Norte, Junta de Freguesia de Mozelos e Serviço Municipal de Proteção Civil.

Os 300 habitantes ou trabalhadores da freguesia de Mozelos que realizaram o teste rápido de antigénio (TRAg) assumiram o compromisso de se manterem nos seus domicílios até que um profissional de saúde os informasse, nos 30 minutos seguintes, via telefone e email, do resultado do teste.

 

Publicado a 03.03.2021