angle-left Município assinalou Dia Internacional da Cidade Educadora

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira promoveu, na passada semana, um conjunto de atividades que assinalaram o Dia Internacional da Cidade Educadora, comemorado a 30 de novembro. A efeméride exalta a importância da educação e dá visibilidade ao compromisso dos governos locais de a destacar como vetor gerador de bem-estar, convivência, prosperidade e coesão social.

As Cidades Educadoras apostam na criação de contextos urbanos com uma visão ampla da Educação ao longo da vida, maximizando o impacto educativo das suas políticas municipais. Para cada edição do Dia Internacional da Cidade Educadora, é proposto um lema como fio condutor da celebração, sendo o lema da edição deste ano “Escutar a cidade para a transformar”. Partindo desta premissa, o Município de Santa Maria da Feira convidou os munícipes a participar, dando visibilidade ao compromisso de escutar a cidade, incorporar as diversas vozes e abrir espaços de construção democrática e participativa.

Assim, foi criada a instalação ‘Árvore dos Desejos’, preparada para poder colar os desejos de cada pessoa para tornar o Município mais educador, que esteve patente, no dia 18 de novembro, na reunião de Câmara, onde o presidente da Assembleia de Crianças, Xavier Santos, e o presidente da Autarquia, Emídio Sousa, leram um excerto de declaração das Cidades Educadoras 2019; e na Câmara Municipal até ao dia 30 de novembro. O plano de atividades contou ainda, no dia 20 de novembro, com uma atuação do Coro Infantil da CAF da EB de S. João de Ver, que cantou o Hino das Cidades Educadoras, e no dia 26 de novembro, a Assembleia de Crianças participou no programa da Rádio Clube da Feira, que contou também com a presença da vereadora com o pelouro da Educação, Desporto e Juventude, Cristina Tenreiro, do vereador com o pelouro da Proteção Civil, Ambiente, Espaços Verdes, Saúde e Ação Social, Vítor Marques, e do Jovem Autarca Bruno Souza.

O Dia Internacional da Cidade Educadora tem como objetivo criar consciência sobre a importância da educação e dar visibilidade ao compromisso dos governos locais de a destacar como vetor gerador de bem-estar, convivência, prosperidade e coesão territorial. As metas traçadas nas premissas deste dia são: reconhecer e envolver todos os agentes sociais implicados na construção da Cidade Educadora; consciencializar sobre a importância da educação na cidade para melhorar a vida dos seus habitantes; gerar um clima de qualidade cívica e de consciência urbana; dar visibilidade ao compromisso dos governos locais e outros agentes sociais com a educação; convidar e entusiasmar os cidadãos a serem parte ativa na construção da Cidade Educadora; e sensibilizar sobre a contribuição ativa que as cidades e governos locais realizam têm na superação dos desafios globais da humanidade.